17 de nov de 2010

Quarta da Nutrição


Os benefícios das Isoflavonas de soja na Menopausa



A menopausa é um estágio na vida da mulher, onde os ovários naturalmente param de funcionar, caracterizando o fim do período fértil e da produção dos hormônios estrógeno e progesterona. Durante este período, a ovulação é interrompida, fazendo com que os ciclos menstruais sejam menos frequentes, até que cessam por completo. Este processo é silencioso, e ocorre depois dos 40 anos, geralmente entre 45 e 55 anos.
Nesta fase, as mulheres podem sentir os sintomas da menopausa com mais intensidade, sendo eles, fogachos (ondas de calor), irritabilidade, insônia, depressão, ressecamento vaginal, doenças cardiovasculares e osteoporose.
Para amenizar os desconfortos causados por este período, existem algumas mudanças que podem ser feitas, como a prática de atividade física e uma boa alimentação. A soja, por exemplo, é conhecida por ter um impacto benéfico sobre o ciclo menstrual, principalmente na pré-menopausa. Alguns estudos indicam que mulheres que têm um alto consumo de soja possuem menor incidência desses sintomas durante esta fase.
A isoflavona é uma substância presente na soja conhecida como fitoestrógeno, ela é denominada desta forma por possuir uma estrutura química similar ao estrogênio e habilidade em imitar esse principal hormônio feminino. É claro que a soja não substitui a reposição hormonal feita nesse período, mas atenua os sintomas causados por esta fase.
O interesse pela isoflavona surgiu a partir de estudos epidemiológicos sobre a ausência de fogachos em mulheres de países asiáticos, sendo o diferencial, o consumo elevado da soja.
Por fim, para obter o benefício da soja, a recomendação diária é de 20 a 35 g/dia, quantidade considerada suficiente.

Fontes de soja:
- Grão de soja     
- Leite de soja
- Farinha de soja
- Carne de soja
- Creme de soja
- Queijo Tofu


Um comentário:

  1. Excelente matéria!!
    To adorando esse site!
    Beijos Rita Guedes

    ResponderExcluir